André Mendonça fica com vaga de Moro na Justiça; Ramagem assume Polícia Federal

André Mendonça fica com vaga de Moro na Justiça; Ramagem assume Polícia Federal

Diário Oficial da União desta terça-feira, 28, traz a nomeação de André Mendonça, que ocupava a chefia da Advocacia-Geral da União (AGU), como ministro da Justiça e Segurança Pública. O cargo estava vago desde a sexta-feira, 24, quando Sergio Moro pediu demissão e acusou o presidente Jair Bolsonaro de ingerência na Polícia Federal. O substituto de Mendonça na AGU é José Levi Mello do Amaral Júnior, que até então atuava como procurador-geral da Fazenda Nacional. A mesma edição do Diário Oficial traz a nomeação do delegado Alexandre Ramagem, que era chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), como diretor-geral da Polícia Federal, em substituição a Maurício Valeixo. André Mendonça venceu concorrência com Jorge Oliveira, secretário-geral da Presidência e homem próximo à família do presidente — ele é padrinho de casamento do Eduardo Bolsonaro. Diante das acusações de interferência, porém, o nome perdeu força pela resistência em diferentes instâncias. Assim como o novo ministro, ele esteve em reunião com o chefe do Executivo federal na tarde dessa segunda-feira, 27. Já Ramagem foi nomeado apesar das resistências e acusações contra Bolsonaro. Desde a polêmica exoneração de Valeixo, seu antecessor, o então diretor da Abin e amigos do clã do presidente da República era visto como candidato único ao cargo.

FONTE: O POVO ONLINE