Após chacina, Governo anuncia três ações de combate ao crime organizado

Após reunião com a cúpula de Segurança Pública e órgãos de inteligência e da Justiça no Estado, o governador Camilo Santana (PT) afirmou em coletiva que irá adotar três ações de combate ao crime organizado: centro integrado, grupo especializado da Polícia Federal e vara especializada.
Confira as ações:
Centro integrado
O Governo Estadual vai reunir fisicamente instituições de Justiça e Segurança em um centro integrado. O grupo será composto por representantes da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Polícia Federal, Poder Judiciário, Ministério Público do Ceará e Defensoria Pública. De acordo com o governador, todos os setores de inteligência desses órgãos também estarão integrados com foco no combate ao crime organizado. “Isso é para que a gente possa ter mais agilidade na tomada de decisões, focando no crime organizado”, esclareceu Camilo. Segundo ele, os órgãos devem se reunir nesta segunda-feira, 29, para definir como será o trabalho. A proposta é que eles já se reúnam imediatamente, segundo o petista.
Grupo especializado da Policia Federal
A Polícia Federal irá criar um grupo especializado no combate ao crime organizado no Ceará. A proposta, segundo o governador, é fortalecer esse grupo com maior efetivo da Polícia Federal no Estado. “O foco é a investigação do crime organizado”, disse Camilo.
Vara especializada
O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) também vai criar uma vara específica para julgar crimes relacionados às facções no Estado. A ação, conforme Camilo, deve dar “mais agilidade” nas decisões que serão tomadas. A vara irá reunir um colegiado de juízes especializados em apreciar ações judiciais desse tipo.
Redação O POVO Online