Atentado em casamento lotado mata 63 pessoas

Casamento estava lotado no momento da explosão

Atentado suicida ocorrido em uma festa de casamento lotada na capital afegã, Cabul, matou pelo menos 63 pessoas, incluindo mulheres e crianças, disseram autoridades do país neste domingo. Este foi o ataque mais violento deste ano em Cabul.

Outros 182 civis ficaram feridos na explosão que ocorreu na noite de sábado, disse o porta-voz do governo, Feroz Bashari. O porta-voz do Ministério do Interior, Nusrat Rahimi, confirmou o número de vítimas, e as famílias já começavam a enterrar os mortos. A explosão ocorreu em um bairro do oeste de Cabul que abriga grande parte da população minoritária xiita Hazara.

Moradores de Cabul estão indignados com a continuidade da violência, mesmo quando os Estados Unidos e o Taleban dizem que estão se aproximando de um acordo para acabar com o conflito de 18 anos, a guerra mais longa dos Estados Unidos. O Taleban condenou o ataque como “proibido e injustificável” e negou qualquer envolvimento.

O agressor detonou seus explosivos perto do palco onde músicos estavam tocando e “todos os jovens, crianças e todas as pessoas que estavam lá foram mortos”, disse uma das testemunhas, Gul Mohammad. Ahmad Omid, um sobrevivente, disse que cerca de 1.200 pessoas haviam sido convidadas para o casamento da prima de seu pai.

Fonte: Associated Press.

O POVO Online