Austrália confirma primeiro caso de coronavírus

A Austrália confirmou neste sábado seu primeiro caso do coronavírus que surgiu em dezembro na China, onde já causou a morte de 41 pessoas. O vírus já foi registrado em 10 países.

O paciente, um homem, chegou a Melbourne há uma semana procedente da cidade de Wuhan, epicentro da epidemia, anunciaram as autoridades australianas.

Leia mais: Coronavírus já matou 26 pessoas; OMS mantém alerta permanente

Segundo Brendan Murphy, responsável de saúde pública do governo australiano, as autoridades do estado de Victoria seguiram “estritamente os protocolos, incluindo o isolamento do infectado”. “O paciente está com pneumonia e seu quadro é estável”.

O ministro australiano da Saúde, Greg Hunt, informou que os passageiros do voo no qual o homem estava foram contatados “para informação e conselhos”.

Veja quais países registram casos de coronavírus

Segue abaixo a lista dos países que anunciaram casos de contágio de um novo coronavírus, da mesma família da Sars, desde o seu surgimento, em dezembro, em Wuhan, centro da China.

China
O país já registrou 41 óbitos e 1.287 infectados, a maioria em Wuhan e em outras 13 cidades da província de Hubei. As autoridades também confirmaram a segunda morte pelo vírus fora da região de Wuhan, a 2 mil km de distância, na província de Heilongjiang. Duas pessoas que estiveram recentemente em Wuhan tiveram resultado positivo nos testes em Hong Kong, onde foram hospitalizadas. As autoridades de Macau anunciaram em 22 de janeiro um primeiro caso confirmado nesta região semiautônoma chinesa. É uma empresária de 52 anos que chegou três dias antes de trem da cidade vizinha de Zhuhai.

Estados Unidos
Um homem que estava na região de Wuhan foi hospitalizado em Everett, perto de Seattle (costa oeste), onde chegou em 15 de janeiro. Ele entrou em contato com os serviços médicos em 19 de janeiro, após sentir os primeiros sintomas. Uma sexagenária que voltou de Wuhan em 13 de janeiro e vive em Chicago também está infectada com o coronavírus chinês, no segundo caso confirmado no país. As autoridades informaram que há mais 50 casos sob observação.

França
Os três primeiros casos na Europa foram confirmados na França nesta sexta-feira. O primeiro é um paciente hospitalizado em Bordeaux, e os outros dois em Paris, informou a ministra da Saúde, Agnès Buzyn.

Japão
Dois casos foram registrados no Japão. O primeiro paciente é um homem que teve que ser hospitalizado em 10 de janeiro devido a febre alta e outros sintomas. Ele tinha acabado de passar alguns dias em Wuhan. O segundo caso é também de um homem, residente da cidade chinesa e que chegou ao território japonês no dia 19 de janeiro.

Singapura

Tem três casos confirmados. Na sexta-feira, as autoridades informaram mais dois casos. O primeiro caso de coronavírus foi anunciado em 23 de janeiro. Um homem de 66 anos residente de Wuhan, que chegou três dias antes com febre e tosse.

Coréia do Sul

Até agora, existem dois casos confirmados. O ministério da Saúde mencionou um homem de 50 anos que trabalhava em Wuhan e começou a ter sintomas há alguns dias. Seu diagnóstico foi confirmado nesta sexta-feira. Em 20 de janeiro, o primeiro caso foi confirmado, uma mulher de 35 anos que viajou para Wuhan.

Taiwan

O primeiro caso registrado em Taiwan é o de uma mulher que chegou em 20 de janeiro de Wuhan, onde mora, com febre, tosse e dor de garganta, no aeroporto de Taoyuan, em Taipei.

Tailândia

O primeiro caso de contaminação do coronavírus fora da China foi registrado na Tailândia em 8 de janeiro. No total, a Tailândia confirmou quatro casos de coronavírus, três deles em cidadãos chineses de Wuhan. A eles se juntam um tailandês de 73 anos que viajou para Wuhan.

Dois dos pacientes chineses foram tratados e já viajaram de volta ao seu país.

Vietnã

Dois chineses, um homem que chegou em 13 de janeiro de Wuhan e seu filho, morador da cidade de Ho Chi Minh, no sul do Vietnã, foram hospitalizados, em 17 e 18 de janeiro, respectivamente, em território vietnamita depois de seus testes de coronavírus darem positivo, anunciaram as autoridades em 23 de janeiro.

Nepal

As autoridades sanitárias do Nepal confirmaram na sexta-feira que um estudante que retornou de Wuhan, na China, deu positivo para o novo coronavírus, tornando-se o primeiro país do sul da Ásia a relatar a doença mortal. O estudante de 32 anos chegou ao Nepal em 9 de janeiro e entrou no Hospital de Doenças Infecciosas e Tropicais de Sukraraj, em Katmandu, quatro dias após apresentar febre e relatar problemas respiratórios.

FONTE: O POVO ONLINE