Bolsonaro afirma ter tido acesso a áudios do PCC em atentado a faca

 Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou, na manhã dessa quinta-feira, 28, durante café da manhã realizado com 11 jornalistas, ter tido acesso a áudios que mostravam interesse do Primeiro Comando da Capital (PCC) no atentado contra sua vida em setembro do ano passado. Bolsonaro foi alvo de facada durante comício em Juiz de Fora (MG). Segundo ele, as gravações foram obtidas por setores de Inteligência do Governo. As informações são da Folha de São Paulo.

Apesar da afirmação, Bolsonaro não chegou a confirmar envolvimento da facção criminosa no atentado. Mas o presidente afirmou que o PCC se mostrava contrário a ele vencer as eleições e teria algum tipo de interesse na ação. Ele afirmou que não poderia dar mais detalhes sobre o assunto para não atrapalhar as investigações.

O promotor que investiga a facção criminosa, Lincoln Gakyia, afirmou não ter conhecimento da ligação do PCC com o atentado contra o presidente. Até o momento, a única hipótese com que a Polícia Federal trabalha é que o autor do crime, Adélio Bispo, agiu sozinho.

Fonte: O POVO Online