Cacique é baleada na cabeça em Maracanaú

A cacique Madalena Pitaguary, 55, foi baleada na noite desta quarta-feira, 12, no bairro Santo Antônio do Pitaguary, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. A líder indígena voltava para casa quando foi surpreendida por homem armado na rua Manoel Pereira. O disparo atingiu sua cabeça. A vítima está em unidade hospitalar da Cidade em observação, e não corre risco de morte.
A também professora estava acompanhada de mais quatro pessoas quando foi abordada pelo homem em posse de arma. Conforme depoimento da cacique Claudia Pitaguary, o após o primeiro tiro na nuca, o atirador continuou tentando efetuar disparos na direção de Madalena, mas a arma não funcionou. “Parecia ser uma arma artesanal porque parou de funcionar”, detalha.
De acordo com informações passadas à Polícia Militar do Ceará (PMCE) pela própria vítima, o homem saiu de uma área de vegetação usando uma balaclava e efetuou um disparo contra ela. Em seguida, o infrator voltou para o matagal e fugiu.
“Agora, esperamos justiça. Temos feito diversas denúncias ao longo dos anos para o risco de vida das lideranças à frente do nosso movimento, mas infelizmente não existe segurança para nós”, desabafa Claudia. caso foi registrado em nota, através da página no Facebook do Povo Indígena Pitaguary. “Exigimos imediata apuração de mais esse crime contra uma das nossas principais lideranças do povo indígena Pitaguary”, diz comunicado.
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informa que buscas estão em andamento na região, mas até o momento o ninguém foi preso. A Delegacia Metropolitana de Maracanaú é responsável pelo caso. Além disso, reforça que é importante que a vítima compareça até a unidade policial da área, para que sejam realizados os procedimentos cabíveis à ocorrência.
Fonte: O POVO Online