Cagece retira cerca de 3 mil toneladas de lixo da rede de esgoto de Fortaleza

Sacos de lixo, garrafas pet, absorventes, televisão, sofá e colchão. Esses são alguns dos itens encontrados no sistema de esgoto de Fortaleza e Região Metropolitana somente nos dois primeiros meses do ano, segundo a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Durante ações de limpeza, mais de três mil toneladas de lixo foram retiradas.

O descarte incorreto de materiais às redes é uma das principais responsáveis por ocorrências de obstruções e extravasamentos. De acordo com Petrônio Heleno, gerente do Macrossistema de Esgoto da Cagece, a prática sobrecarrega as redes, provocando transtornos a população e meio ambiente.
“A rede de esgoto é para receber apenas esgoto doméstico, ela não foi feita para operar outros tipos de material. Levantar a tampa do poço de visita para jogar lixo é uma prática extremamente nociva. O esgoto pode voltar para dentro da própria residência de quem realiza a prática indevida”, alerta.
A Cagece realiza serviços preventivos de limpeza e desobstrução. A companhia disponibiliza seis equipes dedicadas exclusivamente para esses serviços. A força-tarefa conta com caminhões que realizam a desobstrução da rede por meio de jato e vácuo, além de outros veículos de apoio.
Serviço 
Para denunciar extravasamentos ou irregularidades na rede basta entrar em contato através dos canais oficiais de atendimento da companhia, como a central de atendimento telefônico, pelo número 0800 275 0195; pelo chat online no site da Cagece (www.cagece.com.br); ou por meio do Cagece Mobile (aplicativo gratuito, disponível para IOS e Android). No aplicativo, há uma seção exclusiva para extravasamentos de esgoto, o que dá ainda mais agilidade ao serviço da companhia.
Redação O POVO Online