Camilo se reúne com membros do CAF

Reunião com representantes do CAP ocorreu na manhã desta terça-feira, 18, em Brasília.

O Governador do Estado, Camilo Santana (PT), se reuniu com o representante do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) no Brasil, Jaime Holguín, na manhã de ontem em Brasília. O encontro tratou de ampliar a infraestrutura para o desenvolvimento econômico e turístico cearense além de discutir projetos em andamento no Estado, financiados pelo banco.

“Discutimos vários projetos que estão em andamento pela Secretaria de Turismo do Ceará, inclusive construção de estradas, projetos no Litoral Oeste”, disse Camilo Santana. O governador esteve acompanhado do secretário de Turismo, Arialdo Pinho. “Foi uma reunião importante para que a gente pudesse definir estratégias atuais da nossa parceria e futuras também para o nosso Estado”, afirmou Camilo, durante bate-papo às terças-feiras com a população pelas redes sociais.

Durante a tarde de ontem, o governador permaneceu em Brasília, onde se reuniu com o ministro da Cidadania, Osmar Terra. Em conversa nas redes sociais, o Governador respondeu alguns questionamentos. Entre eles, a inauguração da areninha de Tauá e da Escola do distrito de Marrecas, em Tauá, a 342 quilômetros da Capital. A inauguração de ambos deve ocorrer no próximo dia 17 de julho, durante os períodos da manhã e noite.

Outro assunto foi a quantidade de chuvas que ocorreram este ano no Estado. Parte das rodovias estão apresentando a necessidade de restauração. Nos próximos dias, a operação que vai recuperar essas estradas será intensificada, segundo Camilo. “Vamos começar pelas estradas mais turísticas e com maior fluxo de transporte. Já destinei R$ 150 milhões para esta ação. Estávamos só esperando acabar com as chuvas, mas já havíamos começado por algumas estradas na região de Crateús. Vamos fazer agora uma ação mais rápida para garantir um fluxo de transporte adequado e seguro no Ceará”, falou. A segurança pública foi outro tema abordado pelo chefe do executivo estadual. “Nós contratamos mais de 10 mil homens para a segurança pública”. (Larissa Carvalho/Especial Para O Povo)

Fonte: O POVO Online