Casal americano vence ação na justiça para obrigar filho de 30 anos a sair de casa

Após redigir cinco cartas de despejo para o filho de 30 anos, um casal entrou na Justiça para obrigá-lo a sair de casa. O resultado foi a favor dos pais. O homem tinha voltado a morar com eles depois de perder o emprego, há oito anos. As informações são do portal da BBC.
De acordo com a documentação judicial, Michael Rotondo, residente de Camillus, no estado de Nova York, não ajudava com as despesas da casa nem com as tarefas domésticas, e teria ignorado as ofertas de ajuda financeira de seus pais para que fosse morar em outro lugar.
Michael administra um site e se recusava a se mudar mesmo após receber dos pais cinco cartas de despejo, escritas entre o início de fevereiro e 30 de março. Em abril,  os pais desistiram de tentar sozinhos e recorreram à justiça local. Como Michael era seu parente, eles ouviram que teriam de recorrer à Suprema Corte para conseguir retirá-lo de casa.
De acordo com a emissora WABC News, Michael considerou a ação movida por seus pais como uma “retaliação” e pediu que a Corte rejeitasse seu pedido.
Nesta terça, 22, o caso foi julgado, e o casal saiu vitorioso. O juiz ordenou que o filho saia de casa. Michael disse que a decisão é “revoltante” e entrará com recurso.
 
Redação O POVO Online