Chefe de organização criminosa e outras 4 são presas em Fortaleza

Preso líder de organização criminosa responsável por autorizar pelo menos três homicídios em Fortaleza

José Landisberg Medeiros Silva, 31 anos, foi preso na madrugada desta sexta-feira, 29, no bairro Henrique Jorge, em Fortaleza. Ele é apontado como líder de uma organização criminosa na Capital cearense. De acordo com as investigações, ele tem ligação direta com pelo menos três homicídios em Fortaleza. Para capturá-lo, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), utilizou 55 policiais civis divididos em 18 equipes. A megaoperação iniciou às 4 horas da manhã.

Além de Landisberg, foram presos Embassy Martins Ramos, Pedro Lucas do Carmo, Paula Roberta Castro Costa e Patrícia Ferreira Alves. Com o grupo, foram apreendidos cerca de R$ 90 mil; dois revólveres e duas pistolas; 50 munições e um carro modelo Corolla 2018.

De acordo com Renato Almeida, delegado do 6° Distrito Policial e coordenador das investigações, Embassy Martins é um dos homicidas da organização. O delegado afirmou que há menos de sete dias ele havia sido preso por tentativa de homicídio, mas foi solto e estava sob o uso de tornozeleira eletrônica. O outro homem do bando, Pedro Lucas era responsável por esconder as provas dos crimes cometidos pela facção.

Paula Roberta era ex-companheira de um dos homens mortos por José Landisberg. Ela levou o ex-namorado ao local onde ocorreu o homicídio. Por outro lado, Patrícia Ferreira participava na venda e armazenamento de entorpecentes. Com ela foram encontradas várias embalagens com cocaína.

O ex-namorado de Paula Roberta era David Araújo, ex-parceiro de Landisberg. De acordo com o delegado responsável pelas prisões, os dois homens disputavam o posto de líder da facção. Landisberg autorizou a morte de David e teve ajuda de Paula. Além de David, o líder autorizou os homicídios de outros dois usuários de crack.

As investigações ocorrem desde fevereiro deste ano, quando os três assassinatos aconteceram nos bairros João XXIII, Dom Lustosa e Henrique Jorge, onde os integrantes da organização criminosa foram presos.

Fonte: O POVO Online