Ciclone Fani deixa ao menos 42 mortos na Índia e em Bangladesh

Pelo menos 42 pessoas morreram na Índia e emBangladesh após a passagem do ciclone Fani, de acordo com um balanço das autoridades divulgadas neste domingo, 5.
No estado de Odisha, no leste da Índia, houve 29 mortes; em Bangladesh, foram 13. O saldo é muito menor do que os ciclones anteriores, segundo funcionários dos dois países.
O ciclone atingiu o estado de Odisha na sexta-feira, com ventos de quase 200 km/h, e foi perdendo força em direção a Bangladesh. Puri, uma cidade de peregrinação hindu, registrou 21 mortos, disse o chefe dos serviços de resgate do estado, Bishnupada Sethi. “Tentamos confirmar a identidade das vítimas, mas como as redes de comunicação estão danificadas, leva tempo”, disse Sethi à AFP.
O saldo em Bangladesh inclui seis pessoas que teriam morrido devido a um raio, disse Golam Mostofa à AFP. Milhares de árvores e torres de telecomunicações foram arrancadas. Muitas casas ainda estavam sem eletricidade neste domingo, pelo terceiro dia consecutivo.
Fani, que passou por áreas onde cerca de 100 milhões de pessoas vivem, foi a quarta tempestade do gênero a atingir a costa leste da Índia em três décadas. Geralmente tempestades tropicais ocorrem em outubro e novembro. Em 2017, o ciclone Ockhi deixou quase 250 mortos e mais de 600 desaparecidos nos estados de Tamil Nadu e Kerala. No final de 1999, o estado foi atingido por um superciclone que deixou cerca de 10 mil mortos.
Fonte: O POVO Online