Comandante da FAB emite esclarecimento que pede que sigam “à Constituição”

O Comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato, emitiu nesta quarta-feira, 4, um texto com o posicionamento do Comando da Aeronáutica sobre o contexto social e político do País. O esclarecimento vem um dia após o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, fazer declarações em seu Twitter que muitos interpretaram como ameaça à democracia.
Intitulado como esclarecimento sobre o contexto atual do País, o comandante deixa claro que não pretende interferir nas decisões dos poderes civis. “É muito importante que todos nós, militares da ativa ou da reserva, integrantes das Forças Armadas, sigamos fielmente a Constituição”, afirma.
No texto escrito por Rossato é reconhecido o atual acirramento de ânimos, principalmente nas redes sociais, em que, segundo o comandante, “cada cidadão encontra espaço para repercutir sua opinião” sobre o que acha ser o melhor para o País. Também comenta sobre o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem citar diretamente o caso. “Hoje serão testados valores que nos são muito caros”.
“O Brasil merece que seus cidadãos se respeitem e sejam respeitados, que os poderes constituídos atuem em consonância com preceitos éticos e morais dos quais possamos nos orgulhar, que os cidadãos possam ir e vir em segurança, além de tantos outros direitos básicos que hoje o Brasil ainda não oferece para uma boa parte do seu povo”, diz.
“Os poderes constituídos sabem de suas responsabilidades perante a nação e devemos acreditar neles. Tentar impor nossa vontade ou de outrem é o que menos precisamos neste momento. Acima de tudo, o momento mostra que devemos nos manter unidos, atentos e focados em nossa missão”, finaliza o esclarecimento.
Redação O POVO Online