Confira tudo o que se sabe até agora sobre a série de ataques em Fortaleza

Uma série de ataques tomou conta de Fortaleza neste fim de semana. Pelo menos dez atentados foram registrados de sábado, 24, para este domingo, 25, em prédios públicos, torres de telefonia e ônibus.
6 presos
Até o momento da publicação desta matéria, seis suspeitos de participação nos crimes já foram presos pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), de acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
Veículos atacados 
Ônibus incendiado na av. Imperador, no Centro de Fortaleza (Foto: Julio Caesar / O POVO)
O primeiro ataque registrado começou na noite desse sábado, 25, quando suspeitos subiram no coletivo que faz a linha complementar 752 – Caça e Pesca / Centro, na av. Leste Oeste, por volta das 19 horas, e jogaram gasolina no veículo. No segundo caso, às 19h20min, passageiros que embarcavam em um ônibus na Praça Coração de Jesus foram ordenados a descer. Os criminosos jogaram gasolina e atearam fogo no veículo. Outro ônibus que estava parado ao lado foi atingido pelas chamas.
Outro atentado no sábado também foi confirmado na rua Padre Mororó, no Centro de Fortaleza, mas foi interrompido por agentes da Polícia Militar. Também houve tentativa em Caucaia, no bairro Conjunto Metropolitano, mas o veículo não chegou a ser incendiado.
Nesse domingo, um coletivo foi totalmente queimado na avenida Perimetral, próximo à comunidade Conjunto São Cristovão, no bairo Jangurussu. Outro foi incendiado na avenida Alberto Craveiro, por volta das 17 horas.
No total, foram 10 ônibus atacados na Capital contablizados pelo O POVO neste fim de semana, sendo 7 no sábado e 3 neste domingo. Um caminhão também foi alvo dos criminosos em Fortaleza. Por conta dos ataques, toda a frota de ônibus da Capital foi recolhida, seguindo decisão do Sindiônibus.
Na Região Metropolitana, mais de 60 veículos foram queimados no município de Cascavel, a 65 km de Fortaleza, em um prédio da Prefeitura. Além disso, material de escritório, como cadeiras e birôs, foram destruídos.
Ataques a prédios públicos
sede da Etufor (Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza) foi atacada a tiros. Um grupo armado fez vários disparos para cima na noite desse sábado, 24, em frente à empresa. De acordo com a Polícia, os autores dos disparos fugiram em um veículo de cor escura.
A 2ª Cia do 8º Batalhão da Polícia Militar, no Meireles, também foi atacada. O POVO Online apurou que, assim como na Etufor, houve rajada de tiros no local, mas não atingiu paredes ou janelas. Duas torres de telefonia, no bairro Jardim Iracema e outro na av. Maestro Lisboa, também foram incendiadas. Houve ainda duas manifestações com queima de pneus nas avenidas Cel Carvalho e Mozart Lucena, nos bairros Vila Velha e Quintino Cunha, respectivamente.
Na madrugada deste sábado, a sede da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) do Ceará, no Centro, também foi atacada. Por volta das 1h30min, homens dispararam contra o prédio na Aldeota, trocaram tiros com a Polícia e três morreram. Foram apreendidas com eles armas e uma granada.
Localizada na Serrinha, a Secretaria Regional (Ser) IV também foi alvo dos criminosos. O local foi incendiado na noite desse sábado, 24. Foram ouvidos disparos e depois foi possível ver uma grande quantidade de fogo no local.
Atentado na última quinta-feira 
Outro atentado foi registrado na última quinta-feira, 22. Criminosos tentaram invadir um prédio dos Correios, no bairro Antônio Bezerra. Sem sucesso, eles deixaram cartas espalhadas pela rua Góis Monteiro em que fazem ameaças terroristas ao Governo do Estado.
Medidas contra os ataques a ônibus 
Na tarde deste domingo, 25, após uma reunião coordenada pelo prefeito Roberto Cláudio, na sede da Etufor, ficou definido uma série de medidas que garantem o funcionamento normal de todo o sistema de transporte coletivo da Capital, a partir desta segunda-feira, 26. 
Segundo a decisão do prefeito, o trajeto dos ônibus contará com escolta de viaturas da Polícia Militar e Guarda Municipal, além de aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), acompanhando o deslocamento de ônibus na cidade.
Palavra do Governador
“Esses atos criminosos, que se assemelham a atos terroristas, têm ocorrido por interesses contrariados desses bandidos, que buscam afrontar o Estado e amedrontar a população”, afirma em vídeo neste domingo, 25. “Não conseguirão intimidar o Estado. Muito pelo contrário: essas ações serão respondidas com força, à altura que for necessária”.
Fonte: O POVO Online