Corpo de estudante é encontrado enterrado em matagal em Iguatu

FOTO: Divulgação/Levante Popular da Juventude

Jheyenderson de Oliveira Xavier, de 24 anos, conhecido como Jhey Oliveira, foi encontrado enterrado morto nesta quarta-feira, 23, em meio a um matagal localizado na cidade de Iguatu. Ele estava desaparecido desde a última sexta-feira, 18. O corpo do jovem, que era estudante do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), foi sepultado ainda na noite desta quarta, no cemitério Parque da Saudade, em Iguatu.

Por meio de nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que Gleudson Dantas Barros, de 29 anos, e Roberto Alves da Silva, de 40 anos, foram presos. A delegacia Regional de Iguatu, responsável pelas investigações, apura o motivo do crime e identificou mais três pessoas suspeitas da ação criminosa. A SSPDS confirmou a apreensão de uma arma de fogo e outra de brinquedo.

Conforme o delegado Marcos Sandro, que participou de uma transmissão ao vivo no Facebook do site Iguatu.Net, a vítima foi atingida com dois tiros na cabeça.    Na casa próxima ao matagal, onde teria ocorrido o crime, foi encontrado um revólver com duas cápsulas deflagradas e ainda um crânio humano.

Na residência, os policiais se depararam com uma idosa de 90 anos de idade, cega, surda, sem os movimentos das pernas e que estava nua.  “Acionamos familiares para recolher ela. Essa senhora estava no local do crime. Também encontramos apetrechos como crachás, distintivos e jaquetas do juizado de menores da cidade. No entanto, a Polícia vai investigar se o material foi roubado”, relatou o delegado.

Jhey foi visto pela última vez na rua Guilherme Oliveira e, desde o desaparecimento, na última sexta, muitas pessoas começaram uma mobilização nas redes sociais em busca do estudante.

Segundo o delegado, a vítima foi vista por testemunhas com um pai de santo. Os policiais civis obtiveram filmagens que comprovavam que o homem foi a última pessoa a ver Jhey. O delegado informou que o pai de santo negou a participação do crime e disse que apenas saiu para beber com a vítima. Não se sabe se um dos presos ou identificados é o pai de santo.

Notas de pesares

FOTO: Reprodução/Facebook

Jhey era estudante do curso de Serviço Social e fazia parte do movimento Levante Popular da Juventude – Ceará desde 2013. Conforme nota de pesar divulgada pelo Levante, Jhey foi um grande “lutador do povo”. “Nunca abriu mão de lutar em defesa da juventude brasileira e pelo fim de todas as opressões – em especial à população LGBT, do qual dedicou sua vida à luta pelo direito à liberdade, ao amor e pelo fim de todas as formas de preconceito”, divulgou. 

A ex-prefeita Luizianne Lins também divulgou uma nota em solidariedade ao estudante. “Nossa solidariedade aos familiares e amigos de Jhey Oliveira, jovem do Levante Popular em Iguatu. A juventude seguirá firme com seu exemplo de luta”, divulgou Luizianne no Facebook. 

O Campus Iguatu do IFCE emitiu nota de pesar sobre a morte do estudante e informou que suspendeu as aulas nesta quarta-feira, 23, no período noturno, em respeito à memória da vítima. “Sensibilizamo-nos com a família, amigos e com os professores e colegas do curso, a quem prestamos solidariedade”, divulgou o IFCE Campus Iguatu.

Fonte: O POVO Online