Depois de elogiar Ciro, Olavo de Carvalho o chama de “sem caráter nem valor”

CIRO mantém certo distanciamento da esquerda clássica

Pensador mais influente da era Jair Bolsonaro (PSL), o escritor Olavo de Carvalho criticou o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), a quem havia elogiado uma semana antes. Em post neste sábado, ele falou de Ciro e também do general Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo de Bolsonaro.

“Santos Cruz e Ciro Gomes são aqueles tipos de bandidinhos que não podem receber um elogio sem respondê-lo com insultos, para mostrar que são gostosões. Gente sem caráter nem valor. Bostas em toda a extensão do termo”, escreveu no Facebook.

Olavo de Carvalho
no sábado

Ninguém, no Brasil, assusta as velhinhas como o Ciro Gomes e o Santos Cruz. Treinam poses de macheza diante do espelho.

Sobre ambos ele ainda falou: “Ninguém, no Brasil, assusta as velhinhas como o Ciro Gomes e o Santos Cruz. Treinam poses de macheza diante do espelho”.

Sobre Ciro, uma semana antes, Olavo de Carvalho havia escrito que ele “nunca foi bom em planejar sua própria carreira política, mas às vezes faz análises muito acertadas”.

Olavo de Carvalho
Há ± 1 semana

Quando o Ciro Gomes disse que o Mourão, na sua ânsia de tomar o lugar do Bolsonaro, estava em conchavo com os petistas, até eu achei que era exagero. Mas vejam o que aconteceu no Piauí — um Estado com governador petista e uma Assembléia Legislativa dominada inteiramente por petistas badala o hominho na Maçonaria local, dá-lhe um título de Cidadão Piauiense e ostenta cartazes anti-Olavo. É o que eu disse: o Ciro nunca foi bom em planejar sua própria carreira política, mas às vezes faz análises muito acertadas. Só não sei se ele foi muito exato ao chamar o general de “jumento de carga”, pois até agora não vi carga nenhuma.

Já em relação a Santos Cruz, o escritor e o general trocam insultos públicos há semanas.

Fonte: O POVO Online