Deputados deixam trocas partidárias para últimos dias

Deputados estaduais deixaram para a última hora, ou melhor, para os últimos dias da janela partidária a decisão de trocar de legenda. Dos 13 que devem migrar de sigla, cinco já se filiaram oficialmente aos novos partidos, apenas dois têm datas marcadas dos eventos de filiação e seis ainda não tomaram a decisão de quais serão seus destinos.

Os que já têm dia, hora e local agendados são Tin Gomes, que trocará o PHS pelo PDT, e Fernanda Pessoa, que migrará do PR para o PSDB. Tin decidiu deixar o nanico PHS após a legenda iniciar discussões com o deputado federal Cabo Sabino, que acabou por ingressar no Avante. Negociações com aliados pedetistas, no entanto, fizeram-no insistir no destino.

Já Fernanda Pessoa esperava decisão do seu pai, o vice-prefeito de Maracanaú Roberto Pessoa. Ele optou por trocar de partido após a deputada federal Gorete Pereira assumir o comando do PR e colocá-lo ao lado do governador Camilo Santana (PT).

“A escolha pelo PSDB é porque ele é um partido com o qual temos afinidade com o presidente estadual, que é o senador Tasso Jereissati, e é um partido de credibilidade. Nós também queremos ajudar a fortalecê-lo no Estado”, explica a deputada. Além dos Pessoa, o ex-presidente estadual do PR, Lúcio Alcântara, também ingressará no PSDB, sigla onde já esteve por mais de 10 anos.

O que ainda dificulta a dança das cadeiras são os vários cálculos que os deputados têm de fazer: fundo partidário, adversários fortes dentro da própria sigla e estrutura da legenda contam para a decisão final. Os deputados com votação pequena e mediana devem ter ainda mais cuidados nas negociações.

Há quem vai deixar para o dia 7, último dia de prazo para decidir. É o caso da deputada Dra. Silvana, atualmente filiada ao MDB, que afirma que “dificilmente” ficará na sigla por falta de apoio para sua candidatura. Ela diz que a escolha do destino vai depender do seu marido, Jaziel Pereira, que pretende se candidatar novamente a deputado federal. “Ainda faltam quatro dias para o fim da janela, isso na política é como se fosse um século”, brinca.Além de Silvana, os deputados Audic Mota (MDB), Bethrose (PMB), Gony Arruda (PSD), Mário Hélio (PDT) e Walter Cavalcante (PP) ainda não finalizaram as negociações. Audic não tem falado sobre o assunto. Gony Arruda e Walter Cavalcante ainda conversam com as siglas. Os outros dois não foram localizados pela reportagem.

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Vitor Valim, atualmente no MDB, também vai aproveitar a janela para trocar de legenda. Atualmente, ele negocia com o Podemos e com o Pros.

Fonte: O POVO Online