Em votação tumultuada, Eneas Goes é eleito presidente da Câmara de Caucaia

A eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Caucaia ocorreu na manhã de ontem em clima de tumulto e com necessidade de reforço policial. O líder do governo Enéas Goes (PTC) foi eleito novo presidente da Casa, vencendo por 12 votos a 11 Natécia Campos (PMB), atual ocupante do cargo. O resultado apertado representa uma vitória para o prefeito Naumi Amorim (PSD), alvo de uma CPI na Câmara de Caucaia.

 

População faz protesto na frente da Câmara de Vereadores de Caucaia. Votação para Presidente da Câmara de Vereadores de Caucaia, têm Eneas Goes eleito contra Natécia Campos. (fotos: Tatiana Fortes/ O POVO)

Do lado de fora, manifestantes gritavam em protesto à candidatura de reeleição de Natécia Campos, que voltou ao cargo após liminar que anulou o afastamento pedido pelo Ministério Público (MPCE). A ação havia sido movida PSL, alegando que ela teria cometido ilegalidade ao empossar duas vezes Francisco Helber Vieira, que não possuiria diplomação pela Justiça Eleitoral.

Ao fim da votação que durou quase três horas, Enéas Goes foi ovacionado por apoiadores. Ele afirma que sua eleição para presidente da Câmara significa uma mudança dentro da Casa. Sobre o pedido de afastamento de Natécia Campos Goes avalia que ela está “pagando pelo que fez”. “Eu não concordo, mas é aquela história, se fez tem que pagar e a Justiça vai decidir. Aqui se faz, aqui se paga. Fui muito perseguido nesta Casa, mas a vitória chegou”.

 

Mersinho, vice-presidente da câmara/ Natécia Campos, ex-presidente da câmara. (fotos: Tatiana Fortes/ O POVO)
Mersinho, vice-presidente da câmara/ Natécia Campos, ex-presidente da câmara. (fotos: Tatiana Fortes/ O POVO) (Foto: Tatiana Fortes)

 

 

Membro da base aliada de Naumi Amorim, Enéas Goes reforçou o objetivo de manter uma parceria com o Poder Executivo. “É uma parceria total em prol do povo de Caucaia. Essa Casa não vai mais travar projeto nenhum do Executivo”, aponta. Enéas e a Mesa Diretora assumem os novos postos em janeiro de 2020.

Investigações

 

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga contratos suspeitos em Caucaia ouvirá o prefeito Naumi Amorim.
Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga contratos suspeitos em Caucaia ouvirá o prefeito Naumi Amorim. (Foto: JÚLIO CAESAR)

 

 

Na última quinta-feira, 18, a vereadora Emília Pessoa (PSDB), presidente da CPI que investiga contratos com dispensa de licitação firmados pela Prefeitura de Caucaia, convocou Naumi para ser ouvido na Casa. Um dia depois, o prefeito entrou com mandado de segurança para impedir o funcionamento da CPI, mas o pedido foi negado pela Justiça.

“Vamos escutar as partes envolvidas. O prefeito possivelmente será ouvido”, disse Emília. Além da parlamentar, integram a CPI outros seis vereadores — quatro deles de oposição, incluindo a presidente.

Fonte: O POVO Online