Estudantes de Medicina protestam contra reajuste de mensalidade em Fortaleza

Cerca de 300 alunos do curso de Medicina do Centro Universitário Christus (Unichristus), contemplados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), reivindicaram contra o aumento no valor da mensalidade, durante protesto na tarde desta segunda-feira, 16, no pátio da instituição, no bairro Cocó. Com o reajuste de 8%, o valor da mensalidade passa de R$ 7.100 mensais para R$ 7.800.
A estudante Grabriela Oliveira, de 29 anos, relata que recebeu dois boletos no valor de R$ 1.200 mesmo tendo isenção de 100% do valor da mensalidade concedidA por meio do financiamento.
“Quem tem Fies não tem como pagar esse valor”, destacou a aluna. Durante manifestação, os universitários tentaram diálogo com a instituição, mas não foram recebidos pela coordenação do curso. O POVO Online esteve no local durante o ato, mas foi impedido de entrar na unidade acadêmica. A reportagem ainda tentou contato por meio do telefone, mas não obteve retorno até o momento.
O advogado Bruno Meireles, representante legal dos estudantes, afirmou que entrará com uma denúncia no Ministério Público (MP) e uma ação judicial por cobrança abusiva. “A faculdade adere voluntariamente ao Fies, concordado com o que está estipulado na Lei. Cobrar além desse valor é ilegal”, destacou.
Fies  
O Fies é um programa do Ministério da Educação destinado ao financiamento da graduação na educação superior de instituições privadas, por meio da Lei 10.260/2001. Os beneficiários têm entre 50 e 100% do valor da mensalidade financiado.
Fonte: O POVO Online