Exército egípcio anuncia que matou 52 extremistas no Sinai

O exército do Egito anunciou neste domingo, 5, que matou 52 extremistas nos últimos dias na península do Sinai, onde os militares executam uma grande ofensiva contra estes grupos.

As forças egípcias iniciaram a operação “Sinai 2018″ em fevereiro para expulsar da península militantes islamitas que participaram em ataques violentos.

“Nos últimos dias, as operações resultaram na eliminação de 52 indivíduos takfiri extremamente perigosos”, afirma o exército em um comunicado, em uma referência aos extremistas sunitas muçulmanos.

Durante as operações no norte e centro da península do Sinai também foram detidos 49 militantes. Mais de 250 extremistas e pelo menos 30 soldados morreram desde que o exército egípcio iniciou a operação, de acordo com dados oficiais.

Os extremistas iniciaram uma insurgência no Sinai após a destituição em 2013 do presidente islâmico do Egito, Mohamed Morsi, que perdeu o poder após os grandes protestos contra seu governo.

AFP – O POVO Online