Fábrica da Coca-Cola é multada por presença de insetos e fungos em garrafas

O Ministério Público do Ceará (MPCE) multou a empresa Norsa Refrigerantes LTDA, que atende pela Coca-Cola no Ceará, com o valor de R$ 315.293,28‬. Após encontrar matérias como pupa de insetos e fungos filamentosos dentro de garrafas de vidro de 1 litro, clientes denunciaram a marca. A fábrica que fica localizada em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi notificada na última sexta-feira, 2, e cabe recurso à Justiça Federal. Em nota, a Solar Coca-Cola declarou que o fato corre em primeira instância e a empresa irá apresentar os recursos cabíveis.

Ao todo, o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) instaurou quatro processos administrativos. Em dois deles foi aplicada penalidade de 20 mil Unidades Fiscais de Referência do Ceará (Ufirce), o que equivale a R$ 85.214,40. Nos outros processos o total foi de 17 mil Ufirce, equivalente ao valor de R$ 72.432,24.

As garrafas retornáveis entregues pelos consumidores foram encaminhadas para análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), que avaliou os padrões sanitários e de rotulagem. Pupas de insetos foram encontradas em duas unidades. Na terceira, fungos filamentosos foram verificados. Já na última amostra, constatou-se a presença de plástico rígido transparente, considerada matéria estranha com risco à saúde humana.

Outras irregularidades também foram constatadas na rotulagem, que não apresentava as informações de prazo de validade e lote com a visibilidade ilegível.

Em nota ao O POVO Online, a companhia declarou que possui certificações nos sistemas de gestão e que segue “os mais rigorosos padrões internacionais de qualidade, segurança e integridade na fabricação das bebidas”. A empresa declara que os sistemas de gestão implementados “torna praticamente nula a possibilidade de entrada do corpo estranho ou outras fontes de contaminação.”

Confira nota na íntegra:

“A Solar esclarece que o fato citado decorre de processos administrativos em primeira instância e a empresa irá apresentar os recursos cabíveis.

Destacamos que a fábrica de Maracanaú possui certificações nos sistemas de gestão: ISO 9001 (Qualidade), ISO 14001 (Meio Ambiente), OHSAS 18001 (Saúde e Segurança do Trabalho) e FSSC 22000 (Segurança de Alimentos), seguindo os mais rigorosos padrões internacionais de qualidade, segurança e integridade na fabricação das bebidas.

A linha de produção possui uma série de procedimentos de inspeção, com equipamentos eletrônicos que, juntamente com os sistemas de gestão implementados, asseguram a qualidade e a segurança dos alimentos produzidos, o que torna praticamente nula a possibilidade de entrada do corpo estranho ou outras fontes de contaminação.

A Solar reafirma seu compromisso com a qualidade e com o bem-estar de seus consumidores, estando sempre à disposição para substituir os produtos, nas hipóteses determinadas pelo Código de Defesa do Consumidor, colocando-se à disposição para atendimento pelo telefone 0800 0212121.”

Fonte: O POVO Online