Fortalezenses reclamam da falta de itens em supermercados e fazem estoque

Alguns supermercados na Capital já sentem o impacto no estoque de produtos em decorrência da paralisação dos caminhoneiros. Verduras, legumes, frutas, carnes e leite pasteurizado estão na lista de produtos que estão desaparecendo das prateleiras, além de apresentarem preços elevados.
Alguns consumidores preocupados com a falta desses itens estão indo até o supermercado para abastecer suas casas e outros estão até comprando para levar para cidades do Interior.
Alguns supermercados optaram por não divulgar a real situação de seus estoques. O POVO Online conversou com alguns consumidores que relataram que ao entrarem nas lojas, já é possível observar que alguns itens estão com poucas quantidades e com valores diferentes do dia anterior. “Estive ontem (quarta-feira, 23) neste mesmo supermercado para comprar leite, comprei um, hoje estou de volta e vejo que o preço está diferente. Amanhã (sexta-feira) acho que nem venho mais”, disse Maria Auxiliadora, 35 anos, moradora do bairro Meireles.

Os consumidores estão em busca de produtos que consideram essenciais. “Vim comprar para levar para minha casa e para levar para em viagem para Mulungu, onde moram meus pais, que me ligaram e disseram que já faltam coisas por lá”, relatou Everton da Costa, 40, anos, em supermercado no bairro Messejana.

“Estou vindo neste supermercado porque me disseram que ainda tinha legumes e leite, mas o que tem não está me passando confiança, estou achando as verduras já envelhecidas, não vou levar nada”. Contou consumidora do Messejana que preferiu não se identificar.
Para muitos fortalezenses, a maior preocupação está também em informações de que devido ao baixo estoque, alguns supermercados podemm até  fechar a portas no fim de semana.
O POVO tentou contato com a Associação Cearense de Supermercados (Acesu), mas as ligações não foram atendidas.
Fonte: O POVO Online