Governo do Ceará se reúne com empresários em busca de investimentos

Camilo Santana se reúne com empresários no Palácio da Abolição.

Empresários de sete multinacionais estiveram em reunião na manhã desta quinta-feira, 13, com o governador Camilo Santana (PT), para discutir a promoção comercial e atração de novos negócios entre o Estado e a Catalunha. O encontro, que aconteceu no Palácio da Abolição, é idealizado pela Câmara de Comércio Brasil-Catalunha e pelo Consulado da Espanha.

A tratativa é mais uma etapa do memorando de entendimento assinado ano passado entre o Governo e os investidores. “O Ceará está de portas abertas para a Catalunha”, disse o petista durante o encontro. Como atratividade para aplicação de recursos, o chefe do Executivo cearense destacou a “boa gestão fiscal e a organização administrativa”.

Em maio deste ano, maioria dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE-CE) apresentou parecer prévio favorável às contas do governador Camilo Santana (PT), referentes ao exercício de 2018. O relatório técnico emitido pelo órgão veio acompanhado de 57 recomendações, sendo 18 ressalvas e 37 ocorrências.

“Hoje, o Estado que lidera a eficiência em finanças no País. O Ceará é quem mais faz investimentos públicos em termos percentuais, investindo ano passado 15,2% da nossa receita corrente líquida. Somos também o primeiro lugar no ranking nacional do Ministério Público em transparência”, afirmou o petista.

Para além disso, Executivo estadual tem intuito de fortalecer os três centros de conexões implantados recentemente. Camilo Santana destacou que o Ceará tem “acesso fácil a todos os mercados mundiais”. Ele acrescenta que tem trabalhado alguns eixos importantes com uma trinca de hub’s.

“O hub portuário funciona em um porto do Estado, em parceria com o Porto de Roterdã. Temos lá a única zona de processamento de exportação em funcionamento no Brasil. O outro é o hub aéreo. As pessoas antes tinham que ir para São Paulo para poder ir para a Europa. Em menos de um ano nós saímos de oito voos internacionais por semana para 48 e estamos trabalhando para ampliar”, explicou.

Fonte:  O POVO Online