Homicídios no Ceará diminuem em 53% nos cinco primeiros meses de 2019

Em comparação, os primeiros cinco meses de 2018 foram registrados 1.996 assassinatos, contra 935 em 2019.

Dados contabilizados até maio de 2019 informam que os números de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) diminuíram em 53,2% no Ceará. De acordo com o levantamento realizado pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública do Estado do Ceará (Supesp), órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), em comparação ao mesmo período de 2018, cerca de 1.061 vidas foram salvas.

Conforme o levantamento divulgado hoje, 7, os primeiros cinco meses de 2018 foram registrados 1.996 assassinatos, contra 935 em 2019. Esse é o melhor resultado desde 2010, quando houve a quantidade de 911 CVLIs no período. Por isso, o Ceará registra seu 14° mês de queda e Fortaleza o seu 15°.

Na Capital, a SSPDS registrou a maior redução no índice de CVLIs no acumulado do ano, indo de 659 em 2018 para 277 em 2019, apresentando uma diminuição de 58%. O interior Norte teve uma retração de 54,6%, passando de 383 para 174. Já na Região Metropolitana foi de 604 para 295, tendo uma queda de 51,2%%. E no interior Sul, caiu de 350 para 189 (-46%).

Segundo o levantamento, o balanço positivo de 2019 se deve principalmente às ações estratégicas da pasta nos territórios que mais concentravam esse tipo de crime, à integração entre instituições, e à inserção de pesquisadores de universidades na construção de novas ferramentas tecnológicas. Além dos investimentos, nos últimos quatro anos e meio, de mais de R$ 2 bilhões em equipamentos como armas de fogo e novas viaturas.

Dados sobre o mês de maio

Conforme os dados feitos pela Geesp, o mês de maio apresentou uma média diária abaixo de seis vítimas diárias no Ceará e de duas em Fortaleza. Já as duas Áreas Integradas de Segurança no Estado (AIS) zeraram a estatística de CVLI, sendo a AIS 8 da Capital, que engloba os bairros (Barra do Ceará, Cristo Redentor, Jardim Guanabara, Jardim Iracema, Pirambu e Vila Velha); e a AIS do Estado, no qual abrange os municípios (Aiuaba, Arneiroz, Catarina, Mombaça, Parambu, Piquet Carneiro, Quiterianópolis e Tauá).

Além disso, o Ceará registrou uma diminuição de 52,4% nos CVLIs, indo de 372 mortes para 177. Com esse resultado, foram 195 vidas salvas nesse período. O maior percentual de redução foi contabilizado no Interior Norte, caindo de 97 casos para 32 (-67%). Depois, aparece Fortaleza, passando de 121 para 56 (-53,7%). Na Região Metropolitana, foi de 97 para 56 (-42,3%). E o interior Sul, teve queda de 57 para 33 (-42,1%).

Fonte: O POVO Online