Itália declara estado de emergência contra propagação do novo coronavírus

O governo italiano declarou estado de emergência, nesta sexta-feira (31), para acelerar a luta contra o novo coronavírus e evitar uma possível propagação, um dia depois da confirmação dos dois primeiros casos no país, em dois turistas chineses.

O estado de emergência é declarado com frequência na Itália, depois de terremotos, ou inundações, como as registradas recentemente em Veneza. É um mecanismo que permite ativar fundos e mobilizar organismos, como a Defesa Civil, com o objetivo de preparar estruturas de acolhida de pessoas.

A proclamação do estado de emergência não é uma surpresa depois do anúncio feito na quinta-feira pelo primeiro-ministro, Giuseppe Conte, sobre os dois primeiros casos de coronavírus no país e a suspensão de todos os voos a partir e com destino à China.De acordo com a imprensa italiana, o procedimento de emergência está previsto para seis meses.

Ao que parece, o casal infectado passou por Milão e estava em Roma quando os sintomas da doença apareceram na quarta-feira. Seu quarto de hotel foi isolado e ambos foram colocados em observação no hospital Spallanzani da capita italiana, o centro de referência para doenças infecciosas na Itália.

“Os pacientes estão bem, são jovens e é como se tivessem uma gripe. Não há terapia para esta infecção, é tratada como a gripe. Devem permanecer isolados por alguns dias”, afirmou Giuseppe Ippolito, diretor do hospital Spallanzani.

Ele insistiu em tranquilizar os italianos, que começam a demonstra preocupação com as notícias. “Os cidadãos devem permanecer tranquilos, porque o verdadeiro risco de contágio existe se as pessoas doentes já apresentam os sintomas e, assim que os dois turistas os apresentaram, seguimos os procedimentos previstos”, disse.

FONTE: O POVO ONLINE