Mais de 10 mil mulheres sofreram violência doméstica

No Ceará, nos seis primeiros meses deste ano, 10.061 mulheres sofreram violência doméstica, conforme dados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Dez casos acabaram em morte.

 

No ano passado, a SSPDS registrou 11.575 casos de violência doméstica até junho, um número maior que o contabilizado neste ano. No ano inteiro, 23.374 mulheres sofreram agressões físicas, psicológicas, morais ou sexuais dentro da própria casa ou cometidas por um parceiro.

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) faz monitoramento anual desse tipo de crime desde 2015. Os levantamentos apontaram que os casos de tentativas e consumações de feminicídio cresceram ao longo dos anos.

 

Conforme o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública do MPCE (Caocrim), André Clark, dos 196 casos de feminicídio registrados entre março de 2017 e março de 2018, apenas um terminou em condenação.

 

Outros dois foram encerrados devido à morte do autor e apenas 29 chegaram ao conhecimento do Ministério Público por meio de denúncias. “Os números são alarmantes”, lamenta. (Heloísa Vasconcelos / Especial para O POVO)