MDB já estuda possibilidade de candidatura própria

Com novo visual, usando barba, Eunício posa ao lado dos deputados Walter Cavalcante e Danniel Oliveira

Sob liderança do ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira, o MDB Ceará vê no próximo ano oportunidade para firmar uma reestruturação. Hoje com 33 prefeitos no Estado, a sigla pretende disputar assentos de Executivo em mais de 100 dos 184 municípios. Para demarcar o novo momento, inclusive, Fortaleza é uma possibilidade colocada para discussão interna.

Eunício esteve em Fortaleza na última quarta-feira para encontro com lideranças municipais do MDB, mas também de outros partidos. Presenciou a reunião o deputado estadual Danniel Oliveira (MDB). Segundo ele, o momento é de articulação. O intuito é elevar o número de prefeitos emedebistas para, pelo menos, 40.

“A ideia é fortalecer o partido, principalmente aqui na Capital, lançando o máximo de candidatos a vereadores e, quem sabe, até a prefeito. Nada está sendo descartado, tudo está sendo avaliado.”

Questionado se observa disposição do próprio Eunício em entrar na corrida ao Paço Municipal, ele afirmou que a agremiação está discutindo o mais apropriado, “se será já um nome conhecido ou até uma nova liderança”.

Eventual candidatura seria mais uma de oposição – Pros, PT e PSDB já sinalizaram que terão nomes -, já que a campanha eleitoral do ano passado colocou em lados opostos Eunício e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT). Ambos trocaram acusações sobre traição.

À parte questões de articulação política, o deputado estadual Walter Cavalcante (MDB) cita que metas foram traçadas, como a realização de eleição para comando das 13 zonas eleitorais, organização tradicional no partido, e reerguimento dos diretórios municipais.

O POVO tentou falar com Eunício. Ligações não foram atendidas e a assessoria não respondeu.

PROS

Pré-candidato a prefeito da Caucaia, Deuzinho Filho (Pros) esteve na reunião. Em rede social, depois, gravou vídeo justificando conversas com Eunício. “É uma das figuras que precisam ser ouvidas. (…) Vou conversar com todos.”

PDT

Presidente da legenda, André Figueiredo, sobre 2020 o cenário de elevado número candidaturas de oposição: “se vai bater na gestão, temos um calhamaço de coisas boas para mostrar e se contrapor.”

Fonte: O POVO Online