Mesmo após acordo com governo, caminhoneiros mantêm greve e bloqueios

Quinto dia seguido de manifestações de caminhoneiros começa com trânsito lento. O número de impedimentos aumentou e já são 13 trechos bloqueados nas estradas do Estado. O mais recente começou nesta manhã, às 6h30min, no km 5 da BR-222, na altura do Tabapuá, em Caucaia. Os relatos são de congestionamento intenso.
Interdição total ocorreu no sentido Fortaleza, com desvio pelo bairro Potira. Quem vai no sentido Caucaia/Fortaleza encontrou dificuldades para passar pelos bloqueios. Logo após passar da Lagoa do Tabapuá, o fluxo melhora. Uma pequena faixa está liberando a passagem. A Polícia Rodoviária Federal está no local dando orientações. A fila de carros é extensa. Na av. Mister Hull, o relato de lentidão é o mesmo.
Os bloqueios, até o momento parciais, seguem em quatro rodovias (BR-116, BR-222, BR-020 e BR-304). Às15 horas está convocada uma greve geral com promessa de bloqueio total. Veículos pequenos não passarão.
Proposta de trégua de 15 dias foi feita pela Presidência da República na noite de ontem, 25, mas acordo não foi assinado pela Associação Brasileira de Caminhoneiros (Abcam).
Confira trechos bloqueados:
BR-116, km 18, Eusébio
BR-116, km 70, Chorozinho
BR 116, Km 545, Penaforte
BR 222, km 334, Tianguá
BR 116, km 250, Alto Santo
BR 116, KM 168, Russas
BR 116, km 215, Tabuleiro do Norte
BR-304, km 47, Aracati
BR-020, km 308, Canindé
BR-020, km 84, Tauá
BR-222, km 249, Sobral
Fonte: O POVO Online