MPCE pede imagens para verificar excessos policiais contra moradores de rua

Moradores de rua na Praça do Ferreira

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 10ª promotoria de Justiça com atuação em Defesa da Cidadania de Fortaleza, solicitou nesta segunda-feira, 9, imagens das câmeras de vigilância instaladas no Centro de Fortaleza, em específico, no entorno das praças do Ferreira, Lagoinha e dos Leões, para verificar possíveis excessos em abordagens policiais contra pessoas em situação de rua.

A ação foi tomada após reunião que estiveram presentes: a promotora Maria de Fátima Correia Castro; o major Otoniel Nascimento; o integrante do Comitê Estadual de Políticas Públicas de Pessoas em Situação de Rua, Frei Naílson; a integrante da Pastoral do Povo de Rua, Fernanda de Sousa; e o coordenador do Centro POP que atende a região do Centro da cidade, Elias Figueiredo Neto.

Conforme divulgou o MPCE, a promotora afirmou ter recebido denúncias anônimas sobre agressões e coerções sofridas por pessoas em situação de rua. As denúncias consideraram que alguns policiais e guardas municiais tem agido com excessos em praças do Centro de Fortaleza.

De acordo com o MPCE, o major se comprometeu em realizar uma reunião com a tropa para que os excessos sejam contidos, principalmente no período da noite.  Uma nova reunião deve acontecer no prazo de 30 dias para verificação da otimização do trabalho.

Fonte: O POVO Online