OMS diz que crianças com menos de 2 anos não fiquem em frente a telas eletrônicas

Para crianças com mais de 2 anos, a recomendação é de no máximo 1 hora diária em frente a telas eletrônicas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou série de recomendações à saúde de crianças com menos de 5 anos de idade. Dentre elas, o relatório, publicado na última quinta-feira, 25, sugere que crianças com menos de 2 anos não fiquem em frente a telas eletrônicas, como televisores e smartphones.

De acordo com as novas diretrizes da Organização, crianças menores de cinco anos devem passar menos tempo sentadas assistindo a telas ou contidas em carrinhos de bebê, além de dormir melhor e ter mais tempo para brincar ativamente para crescerem saudáveis.

O especialistas que desenvolveram as novas diretrizes avaliaram os efeitos que o sono inadequado causam em crianças pequenas, bem como os efeitos do tempo gasto sentadas olhando para telas ou contidas em cadeiras e carrinhos de bebê. Além disso, revisaram evidências sobre os benefícios do aumento dos níveis de atividade.

É recomendado que bebês com menos de um ano estejam fisicamente ativos várias vezes ao dia de diversas maneiras por meio de brincadeiras interativas no chão. A OMS não recomenda que a criança tenha acesso a telas eletrônicas nessa idade e, para momentos de inatividade, recomenda-se que o responsável leia ou conte histórias.

Dos 2 aos 4 anos de idade, a recomendação é que a criança não passe mais de 1 hora por dia em frente a TV, vídeos ou jogos de computador.

Fonte: O POVO Online