Papa mostra apoio a cessar-fogo na Síria e chama violência no país de ‘desumana’

O papa Francisco demonstrou apoio ao cessar-fogo da Organização das Nações Unidas (ONU) na Síria, aprovado ontem por unanimidade pelo Conselho de Segurança. Dirigindo-se aos fiéis na Praça de São Pedro, o pontífice pediu o fim “imediato” das hostilidades.

“O mês de fevereiro foi um dos mais violentos em sete anos de conflitos: centenas, milhares de vítimas civis, crianças, mulheres e idosos, hospitais foram bombardeados, as pessoas não conseguem ter acesso a comida. Tudo isso é desumano. Você não pode combater o mal com o mal”, afirmou.

Ontem, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução exigindo um cessar-fogo de 30 dias na Síria para a chegada de ajuda humanitária e retirada dos que estão seriamente doentes e feridos. A resolução não diz quando o cessar-fogo deve entrar em vigor, mas exige que comboios humanitários e equipes médicas tenham acesso às áreas de conflito imediatamente após seu início, para a retirada de doentes e feridos. Fonte: Associated Press.

Agência Estado