Polícia investiga se incêndio a ônibus tem relação com morte de jovem

A Polícia Civil investiga se a morte de um adolescente de 16 anos na madrugada desta terça-feira, 6, tem relação com umincêndio a ônibus que ocorreu no fim desta manhã, na comunidade da Babilônia, no bairro Barroso, em Fortaleza. O coletivo foi abordado por um grupo armado, que mandou os passageiros descerem e em seguida obrigou o motorista a levar o veículo até a rua onde o veículo foi incendiado.

Conforme a nota divulgada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o grupo fugiu após atear fogo no ônibus na rua 11. A Polícia Civil investiga se esse incêndio ao coletivo tem relação com uma troca de tiros entre policiais militares e um grupo armado, na rua Estrada do Itaperi. Emerson Alves Feitosa, de 16 anos, foi morto na troca de tiros na madrugada desta terça. 

Na ação, dois adolescentes foram lesionados a bala e dois revólveres apreendidos. Emerson possuía três atos infracionais na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), por roubo. 

Reforço após o incêndio

Policiais do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) e do Comando Tático Motorizado (Cotam) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foram destacados para o policiamento no local. Ninguém foi preso. 

Os feridos foram encaminhados para unidades de saúde, onde seguem internados. Outros dois suspeitos de participarem do tiroteio fugiram.

Redação O POVO Online