Policial tira foto com “Doutor Bumbum” e será investigada por conduta imprópria

Depois de aparecer em selfies com o cantor Naldo Benny e com o traficante Rogério Avelino da Silva, conhecido como “Rogério 157″, a policial Mirian Santos tirou foto com o médico Denis Barros Furtado, que ficou conhecido como “Doutor Bumbum”. Conduta repetitiva da profissional será investigada pela Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol), segundo informou a assessoria de imprensa da Polícia Civil ao UOL.
“Doutor Bumbum” foi preso na última quinta-feira, 19 sob acusação de ser responsável pela morte da bancária Lilian Calixto, 46, devido a procedimento estético feito por ele. Ele e a mãe,  Maria de Fátima Barros, estavam foragidos desde o início da semana e eram procurados pela polícia.
A conduta de Miriam Santos de tirar fotos com presos pode ser punida de um a 15 dias de suspensão (se comprovado que o policial se exibiu em local público ou manteve relações com pessoas de má reputação) ou de 41 a 90 dias de suspensão (se comprovado que o policial desrespeitou os direitos ou garantias individuais dos presos).
A policial foi submetida a uma sindicância da Coinpol por já ter aparecido em imagens com o cantor e com o traficante anteriormente. Conforme a assessoria da Polícia Civil, o processo está em fase de finalização. Miriam foi indiciada e deve apresentar defesa pela “transgressão disciplinar continuada”. O episódio da foto com o “Doutor Bumbum” também será considerado pela sindicância.
Redação O POVO Online