“Precisamos eliminar o dinheiro dentro dos ônibus em Fortaleza”, diz André Costa

A carteira de estudante garante o pagamento de meia passagem no transporte coletivo

Nos três primeiros meses de 2019, foram registradas 62 ocorrências de roubos – o menor índice da série histórica, que começou em 2004. Para o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, André Costa, a queda se deve a integração de ações e de estratégias conjuntas com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus). Em entrevista na manhã desta quarta-feira, 24, Costa destacou a implementação do pagamento de passagens exclusivamente por cartões eletrônicos.

Tirar o dinheiro de dentro dos ônibus é uma ação fundamental para a segurança. A gente vê isso não só em países de primeiro mundo, como de terceiro mundo também”, afirmou o secretário. “Precisamos chegar a 100%, eliminar por completo o dinheiro dentro dos ônibus”.

Entre as medidas adotadas também estão abordagens em “pontos estratégicos”, foco nas investigações em parceira com a Polícia Civil e revistas com detectores de metal na operação Passageiro Seguro.

Segundo balanço do Sindiônibus, o melhor índice anterior foi registrado em 2011, quando aconteceram 110 roubos no primeiro trimestre do ano. Segundo Dimas Barreira, presidente do Sindicato, cerca de 20% da frota de ônibus de Fortaleza conta exclusivamente com autoatendimento.

Para Barreira, “eliminar o uso do dinheiro diminui a atratividade para assaltos”. “Como 3 entre 4 pessoas fazem uso diariamente desse tipo de transporte, toda ação que for protegendo o transporte coletivo vai aumentar a sensação de segurança como um todo”. completou.

Com informações da repórter Ana Rute Ramires

Fonte: O POVO Online