Preço dos combustíveis volta a subir no Ceará e gasolina chega a R$ 5,34

Preço dos combustíveis volta a subir no Ceará e gasolina chega a R$ 5,34

O reajuste nos preços dos combustíveis feito pela Petrobras no último dia 9, aos poucos, começa a ser sentido pelo consumidor final. O repasse, no entanto, ainda é em patamar bem inferior ao que foi aplicado aos distribuidores e revendedores. Enquanto a gasolina teve reajuste de 8,72% na refinaria, na bomba, o preço médio está em R$ 4,98 no Ceará. Dois centavos a mais do que a média da semana anterior, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 15, pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

O levantamento feito entre os dias 7 e 13 de fevereiro, em 154 postos no Estado, mostrou que a gasolina está sendo comercializada com preços entre R$ 3,99 e R$ 5,34Na semana imediatamente anterior, a mínima era de R$ 4,98 e a máxima de R$ 5,27.

Já o diesel, que teve alta de R$ 0,13 nas refinarias (6,2%), está chegando, em média, quatro centavos mais caro ao consumidor final. O preço médio do produto no Ceará é de R$ 3,92, mas pode ser encontrado com valores entre R$ 3,70 e R$ 4,11.

No levantamento anterior da ANP, esse tipo de combustível tinha preço médio de R$ 3,88, com mínima de R$ 3,69 e máxima de R$ 4,09.

O gás de cozinha no Ceará está, em média, dois centavos mais caro que na semana anterior, sendo comercializado a R$ 84,32. Mas não houve alteração nos preços mínimos e máximos que continuam sendo de R$ 75 e R$ 95, respectivamente. Na refinaria, o preço da Petrobras para o botijão de 13 kg foi reajustado em 5,1%.

Na avaliação do economista Marcelo Leite, o repasse em patamar ainda bem abaixo do que foi feito na refinaria, sinaliza que novas altas devem vir ao longo das próximas semanas.

“O mercado de combustíveis é livre para estabelecer seus preços e, normalmente, isso é feito conforme vai havendo a substituição dos estoques. Então este aumento de preços ao consumidor final é gradativo. O que não deixa de ser preocupante porque os preços praticados já estavam em patamar bastante elevado”.

FONTE: O POVO ONLINE.