Prefeitura de Fortaleza anuncia construção de novo hospital infantil com 104 leitos

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) anunciou na tarde desta terça-feira, 31, no Paço Municipal, criação de novo hospital infantil municipal. Segundo ele, o início das obras da nova unidade acontece, no máximo, em janeiro de 2019, com previsão de conclusão em janeiro de 2020. A ocasião contou com presença de pediatras, que deram sugestões sobre o futuro equipamento.
Em entrevista coletiva, o chefe do Executivo Municipal disse que a nova unidade estará anexada ao Hospital da Mulher. As duas unidades, conforme o pedetista, trabalharão de modo conjunto, o que reduzirá custos. “Porque boa parte dos serviços no Hospital da Mulher (Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns) podem ser aproveitados: esterilização, lavagem de roupas, central de custos básica, central de imagens e centro cirurgico”, argumenta.
O futuro equipamento, diz RC, terá 104 leitos. Ele diz que a motivação para a obra é a sobrecarga pela qual passam Hospital Albert Sabin e Centro de Assistência à Criança Lúcia de Fátima Rodrigues Guimarães Sá (Croa), este com 30 leitos.
A secretária-adjunta de Saúde, Ana Estela, diz que serão construídos dois pavimentos, numa estrutura que terá mais de 4 mil metros quadrados. Ea explica que existirão dois leitos de isolamento para doenças infecciosas, a exemplo de cataporas e meningites. Ela destaca ainda que o hospital infantil irá se inserir dentro de um já existente complexo de saúde que, além do Hospital da Mulher, terá policlínica entregue ainda neste semestre.
Para a obra, informa o prefeito, será investido valor entre R$ 8 e R$ 9 milhões. O dinheiro é oriundo de recurso federal que já estava em conta, que seria destinado a ampliação do Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns. Segundo Cláudio, a fachada do novo hospital ficará de frente para a avenida Lineu Machado, no bairro Jóquei Clube. O Hospital da Mulher tem fachada na direção da avenida Carneiro de Mendonça.
Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, a médica Ana Maria Cavalcante ressalta que o orçamento para a saúde é sempre curto. Com isso, a multiplicação de leitos com a criação de novo hospital é “grande notícia”.
Fonte: O POVO Online