Roubo de prova, atraso na aplicação e protesto impedem concurso em Juazeiro

Candidatos no campus da URCA

Tumulto impediu a realização de provas do concurso público para preenchimento de vagas em diversas áreas da Prefeitura de Juazeiro do Norte. Os exames eram aplicados no campus Pimenta da Universidade Regional do Cariri (Urca), no Crato, na manhã deste domingo, 26. A aplicação foi adiada. O Ministério Público acompanha o caso.

As provas para os cargos de Enfermeiro, Educador Físico, Engenheiro Elétrico, Engenheiro Ambiental e Contador serão canceladas e reaplicadas no dia 9 de junho. A informação foi confirmada no início da tarde pela organização do concurso.

Mais de 2 mil candidatos foram prejudicados por problemas na aplicação das provas desde as 7 horas, quando os portões deveriam ter sido abertos. Houve atraso em 1h20min para a abertura dos portões. Candidatos então pediram a suspensão do certame e houve confusão. Ao todo, o concurso tem 60 mil inscritos e quase 18 mil pessoas deveriam participar da prova pela manhã.

À rádio CBN Cariri, a assessora de comunicação da Prefeitura de Juazeiro do Norte, Elizângela Santos, informou que a prova da manhã foi anulada. Ela atribuiu parte do problema ao roubo de provas de Enfermagem, para Estratégia de Saúde da Família, logo no início da manhã. Um homem ainda não identificado pegou a prova e fugiu, segundo Elizângela.

“Foi pedida a prisão dessa pessoa, que é um funcionário público. Está sendo apurado tudo e, provavelmente, a gente vai fazer uma coletiva de imprensa para explicar a situação”, completou a assessora, informando que os exames no turno da tarde estão sendo aplicados normalmente. A segurança dos locais de prova foi reforçada.

O Centro de Treinamento e Desenvolvimento (Cetrede), vinculado à Universidade Federal do Ceará (UFC), executa o concurso. Foram disponibilizados aos candidatos o telefone: (85) 3214-8200 e o site: www.cetrede.com.br. Às 14 horas deste domingo, contudo, o site estava fora do ar e as ligações não foram atendidas.

Com informações da repórter Nildênia Damasceno, da rádio CBN Cariri

Com informações do Blog do Farias Júnior

Fonte: O POVO Online