Testemunhas relatam tiros na av. 13 de Maio em briga entre torcidas

Tiroteio na 13 de Maio.

Atualizada às 21h32min 

Barulhos que seriam de tiros na Avenida 13 de Maio, próximo ao 23º Batalhão de Caçadores, assustaram moradores na noite desta segunda-feira, 17. De acordo com relato de pessoas que passavam pelo local, grupos armados com paus e pedras passavam pelo local. Ao ouvir o barulho, as pessoas começaram a correr e as lojas baixaram as portas.

A fonte que passava pelo local informou ao O POVO Online que transitava no veículo quando havia a confusão e alguns motoristas também ficaram assustados. “Nos abaixamos. Quando vimos uma viatura próximo à praça da Gentilândia foi que tivemos coragem de levantar a cabeça”, relatou.

Segundo uma fonte da Polícia Militar, o que ocorreu foi uma briga entre as torcidas do Floresta e Moto Club, que saíam do estádio Presidente Vargas (PV), após disputa pela série D. Um grupo fazia “arrastão” em coletivos e houve dispersão por parte dos policiais, que utilizaram munição de impacto controlado (mais conhecido como bala de borracha). Não há informações sobre prisão de suspeitos.

A equipe de reportagem do O POVO Online visitou o local, mas o estádio já estava fechado e no entorno não havia confusão. Os torcedores não estavam mais no local, porém alguns moradores e trabalhadores das redondezas informaram que viram a confusão. Esses, no entanto, dizem que não ouviram tiros. Uma viatura da Polícia Militar fazia o patrulhamento no entorno do PV.

Fonte: O POVO Online