Veja vídeo do momento em que torre de igreja cai em Viçosa do Ceará

 SOBRE torre da Igreja do Céu, em Viçosa do Ceará, havia imagem de Cristo Redentor esculpida pelo italiano Agostinho Ódisio Baomés em 1939
 SOBRE torre da Igreja do Céu, em Viçosa do Ceará, havia imagem de Cristo Redentor esculpida pelo italiano Agostinho Ódisio Baomés em 1939 (Foto: Via WhatsAPP O POVO)

Após o desabamento de parte da torre da igreja de Nossa Senhora das Vitórias, em Viçosa do Ceará (município distante 360,5 km de Fortaleza), vídeos publicados nas redes sociais ajudaram a detalhar o momento. Não houve vítimas do desabamento, que aconteceu nas primeiras horas do dia do último domingo, 31.

As imagens, gravadas a partir de câmeras de segurança na praça próxima à igreja, mostram a queda da imagem de Jesus Cristo esculpida pelo italiano Agostinho Odísio Baomés em 1939. Logo em seguida, uma nuvem de poeira sobe. A cobertura e a calçada também ficaram danificadas. Assista:

VÍDEO: https://www.facebook.com/OPOVOOnline/videos/261214641492611/

A paróquia, também conhecida como Igreja do Céu, completou 80 anos em 2018. “Lamentamos profundamente o ocorrido, sobretudo quando pensamos no valor histórico e religioso deste templo e no que ele representa para o nosso povo. Contudo, agradecemos a Deus pelo fato de este incidente não ter ocasionado consequências maiores ou eventuais vítimas”, declarou dom Francisco Edmilson Neves Ferreira, bispo da Diocese de Tianguá, nesta segunda, 1º.

“Diante do ocorrido, estamos providenciando, juntamente à Prefeitura de Viçosa do Ceará, o laudo técnico da Igreja e de seu entorno, para, em seguida, iniciarmos os trabalhos de restauração. Esperamos o mais brevemente possível reabrir a igrejinha do Céu, cartão-postal de nossa Diocese”, completou dom Edmilson.

Cogita-se que as fortes chuvas tenham contribuído para a queda da torre. Mas as fissuras foram a causa principal apontada pelo engenheiro Esequiel Mesquita, professor de Engenharia Civil. “Descartamos ser fragilidade porque as paredes tinham capacidade de resistir até 60% a mais de carga, foi efetivamente a falta de cuidado. O relatório foi apresentado ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e ao bispo, que tomasse providências. Eles fizeram só uma reforma, não fizeram um reforço que havíamos indicado”, apontou o engenheiro em entrevista ao O POVO Online neste domingo.

“A chuva foi só um acelerador, mas a chuva não derrubou sozinha. Se a igreja estivesse bem mantida, isso não teria ocorrido”, disse. O entorno da igreja passou por intervenções onde foram construídos o Polo Turístico, Artesanal e Cultural Igreja do Céu, além de áreas de lazer, estacionamento, restaurante e área de eventos. Leia mais aqui. 

Fonte: O POVO Online